E que tudo mais va pro inferno! Estrelas de Fevereiro Flutuando no Escuro...
sing out this song and i'll be there by your side

Seja Bem Vindo Ao Odisseu


Desvenda-me ou te devoro

Eu Vejo...
Evangelion - Death and Rebirth

Eu Ouço...
Ewan McGregor

Eu Leio...
Vinícius de Moraes

Posts
domingo, agosto 25, 2002
Aê!
Finalmente um fim de semana com dois dias! Um sábado muito massa com um domingo à altura; não um sábado muito massa com um domingo de "estudos" e morgação. Mesmo que isso tenha significado não ter estudado para a prova de Sociologia e ter lido bem mal o texto sobre Neoliberalismo. Mas isso do que isso importa? O importante é comer torta!
(qualquer semelhança com Banco Real ou Chaves é mero plágio)
=)

Mas realmente aconteceu algo que me deixou muito intrigado, senão furioso. Ao chegar sábado à noite, minha vó veio falar comigo; foi mais ou menos assim (bem mais ou menos mesmo):
- E então? Tinha muita gente lá?
- Tinha. =\
- Muitas garotas?
- É. =/
- Arranjou alguma paquera* lá?
- Não. =\
Daí seguiu-se um texto dela reclamando como eu, um rapaz de dezesseis anos, universitário e tal, não arranja uma namorada; como essa minha "situação" é estranha (!). Eu podia passar uma hora tentando meter na cabeça dela como são meus princípios, mas eu a conheço e preferi dar uma resposta evasiva e ir pro meu quarto. Mas era só o que faltava. Minha avó desconfiando da minha masculinidade! Se ao menos ela pudesse entender o conceito de creep, mas não.
Nessa hora cabe perfeitamente um dos meus mais novos comentários geniais:
Santa merda, Batman!

Acho que vou seguir o exemplo do amigo do Gabriel, o tão famoso Davi, e começar um contador (embora eu tenha certeza que vá perder a conta ou até esquecer). Mais ou menos assim:

=> Faz 1 dia que eu não arranjo uma paquera* para apresentar aos meus avós.

Bem, pelo menos, amanhã, finalmente, eu acho, eu espero, eu rezo, eu imploro, o Thalles levará o meu cd de Puddle of Mudd.
=)

Pra terminar, vou escrever uma adaptação dos refrões da música Do You Love da Natalie Imbruglia:

Do you love
Do you need love
When your angels fall
Have you lost it all

Do you love
Do you need love
When your angels shout
Is your heart strung out

Do you love
Do you need love
When your angels cry
Does your spirit die




* PAQUERA: pelo ponto de vista dos meus avós, paquera corresponde a uma ficante na atualidade.
Postado por Pedro Lucas em 22:59
Esse não é um post com textos meus, é só um comunicado emergencial. Eu sou anarquista em teoria e prática, acredito na superação plena do Estado e que todo o governo, por melhor que seja, é um mal por natureza e definição. No entanto eu simpatizo pelo Partido dos Trabalhadores por ter se originado aspirando a ser um partido democrático, de massas e socialistas, um representante legítimo e sincero da classe trabalhadora no processo da luta de classes. Hoje muita coisa mudou, nem toda a evolução que o partido sofreu foi ruim, ele se aperfeiçoou em vários aspectos, mas não é mais uma alternativa no sentido de proporcionar uma ruptura relevante em relação ao sistema atual. Contudo, passando pelas esquerdas extremadas, com seu anti-democratismo truculento e arrogância de vanguarda política típica de posturas leninistas, à direita aristocrática retrógrada e reacionária, aos neo-liberais cínicos e filhos da puta, aos pretensos progressistas liberais enrustidos, o PT ainda é o que há de melhor no cenário político institucional brasileiro, ao menos agora. Então apesar de não ser um grande fã do partido ou do que ele representa, estou disposto a fazer essa opção pelo menos pior em uma aliança pragmática e imediatista contra inimigos comuns, por sinal os inimigos mais poderosos, perigosos e fortemente contra-revolucionários do momento: as megacorporações e o capital financeiro especulativo internacional. E é por tudo isso, que mesmo reconhecendo que toda essa politicagem é uma grande bosta mal-cheirosa eu fico puto da vida quando eu fico sabendo de sacanagens desse naipe. A Washington Times publicou um pedaço de merda incrivelmente mentiroso, demagogo, preconceituoso e repugnante. Agora podemos ficar esperando a qualquer momento para que os bons e dignos americanos nos salvem de nós mesmos e intervenham para defender nossa "democracia". Confira com seus próprios globos oculares:
Blocking a new axis of evil
Constantine C. Menges
A new terrorist and nuclear weapons/ballistic missile threat may well come from an axis including Cuba's Fidel Castro, the Chavez regime in Venezuela and a newly elected radical president of Brazil, all with links to Iraq, Iran and China. Visiting Iran last year. Mr. Castro said: "Iran and Cuba can bring America to its knees," while Chavez expressed his admiration for Saddam Hussein during a visit to Iraq.
The new axis is still preventable, but if the pro-Castro candidate is elected president of Brazil, the results could include a radical regime in Brazil re-establishing its nuclear weapon and ballistic missile programs, developing close links to state sponsors of terrorism such as Cuba, Iraq and Iran, and participating in the destabilization of fragile neighboring democracies. This could lead to 300 million people in six countries coming under the control of radical anti-U.S. regimes and the possibility that thousands of newly indoctrinated terrorists might try to attack the United States from Latin America. Yet, the administration in Washington seems to be paying little attention.
Brazilians will hold presidential elections in October, and if current polling is any guide the winner could be a pro-Castro radical with extensive ties to international terrorism. His name is Luis Inacio da Silva, the presidential candidate of the Workers Party who is currently at about 40 percent in the polls. The Communist candidate is second with 25 percent and the pro-democratic contender is at about 14 percent.
Mr. da Silva makes no secret of his sympathies. He has been an ally of Mr. Castro for more than 25 years. With Mr. Castro's support, Mr.da Silva founded the Sao Paulo Forum in 1990 as an annual meeting of communist and other radical terrorist and political organizations from Latin America, Europe and the Middle East. This has been used to coordinate and plan terrorist and political activities around the world and against the United States. The last meeting was held in Havana, Cuba in December 2001. It involved terrorists from Latin America, Europe and the Middle East, and sharply condemned the Bush administration and its actions against international terrorism.
Like Mr. Castro, Mr. da Silva blames the United States and "neo-liberalism" for all the real social and economic problems still facing Brazil and Latin America. Mr. Da Silva has called the Free Trade Area of the Americas a plot by the United States to "annex" Brazil, and he has said that the international lenders who seek repayment of their $250 billion in loans are "economic terrorists." He has also said that those who are moving their money out of Brazil because they fear his regime are "economic terrorists." This gives a hint about the kind of "war against terrorism" his regime will conduct.
Brazil is a vast, richly endowed country, nearly the size of the United States with a population of about 180 million and the world's eighth largest economy (with a GDP of more than $1.1 trillion). It could soon become one of the world's nuclear armed powers as well. Between 1965 and 1994, the military actively worked to develop nuclear weapons, it successfully designed two atomic bombs and was reportedly on the verge of testing one nuclear device when a newly elected democratic government and a Brazilian congressional investigation caused the program to be shut down.
That investigation revealed, however, that the military had sold eight tons of uranium to Iraq in 1981. It is also reported that after Brazil's successful ballistic missile program was ended, the general and 24 of the scientists working on it went to work for Iraq. There are reports that with financing from Iraq, a nuclear weapons capability has been covertly maintained contrary to directives from the civilian democratic leaders.
Mr. da Silva has said Brazil should have nuclear weapons and move closer to China, which has been actively courting the Brazilian military. China has sold Brazil enriched uranium and has invested in the Brazilian aerospace industry, resulting in a joint imagery/reconnaissance satellite.
Brazil shares common borders with 10 other countries in South America. This would help da Silva to emulate — as he has said he would — the foreign policy of the pro-Castro and pro-Iraq Chavez regime in Venezuela, which has provided support to the communist narco-terrorist FARC in Colombia as well as other anti-democratic groups in other South American countries. Hugo Chavez worked with Mr. Castro to temporarily destabilize the fragile democracy in Ecuador two years ago. Now both support the radical socialist leader of the cocaine growers, Evo Morales, who hopes to become president of Bolivia this August.
Along with helping the communist guerrillas take power in the embattled democracy in Colombia, a da Silva regime in Brazil would be well situated to aide communists, narco-terrorists and other anti-democratic groups in destabilizing the fragile democracies of Bolivia, Ecuador and Peru, as well as to exploit the deep economic crisis in Argentina and Paraguay.
Further, a da Silva regime is likely to default on its debt, causing a sharp economic downturn in all of Latin America, thereby increasing the vulnerability of its democracies. This could also trigger a second phase of economic downturn in the United Staes as export markets contracted.
A Castro-Chavez-da Silva axis would mean linking 43 years of Fidel Castro's political warfare against the United States with the oil wealth of Venezuela and the nuclear weapons/ ballistic missile and economic potential of Brazil.
Come our own elections in November 2004, Americans may ask: Who lost South America? The United States was politically passive during the Clinton administration, when it ignored the pleas of Venezuela's democratic leaders for help in opposing the anti-constitutional and illegal actions of Mr. Chavez and also ignored his public alliances with state sponsors of terrorism. Why can't the Bush administration act before 20 years of democratic gains in Latin America were allowed to be reversed? Why can't anything be done before a vast new southern flank is opened up in the terrorist threat and our nation menaced by one more radical anti-American regime intent on acquiring nuclear weapons and ballistic missiles?
This disaster for U.S. national security and for the people of Latin America must and can be averted if our policy makers act quickly and decisively, but they must do so now. Timely political attention and actions by the United States and other democracies should include encouragement for the pro-democratic parties in Brazil to unify behind an honest, capable political leader who can represent the hopes of the majority of Brazilians for genuine democracy and who has the resources to mount an effective national campaign.
http://www.washtimes.com/commentary/20020807-85262452.htm

Postado por Vic em 01:16

sábado, agosto 24, 2002
:: links inuteis ::

= http://lego.dave.dk - eles montam computadores!
= http://www.mondominishows.com/shows/happy_tree_friends/ - indiscutivel... eu gostei. é lindo. é uma obra de arte. é o espelho da sociedade moderna em toda a sua angustia, na forma mais simples, pura e singela. é.
= http://www.careygraphics.net/smoochie.html - esse em especial... se eu tivesse um namorado, mandava pra le. hehehehe
= clowns.cjb.net - não entrem... é o meu blog tosco, só pra rolar uma propaganda basica e aumentar a lista de links... whatever.


Postado por as coisas que nunca caem em 02:00
Dixi et salvavi animan meam

::Declamação Utópica::
Dedicado ao não-lugar, a todos os seus habitantes;
e somente a eles


E aos que gritam no telhado?
E aos que uivam ao yogurte?
tomate, TOMATES!!
Nada mais que frutas
Damascos, Ameixas!
nada mais...
Chorei no deserto
Chorei chorei
Chorei em cascatas, desaguei em poças
e as lágrimas arranhavam meu rosto seco
chorei Chorei
Mas nenhum platypus apareceu
E apenas uma koala solitária ria (gargalhava) de minhas lamúrias enquanto penteava caprichosamente seu pêlo
Rainha dos chistes jocosos!!
Quem sou? acontece que eu não SEI quem sou, minha senhora. Sinceramente seu, Aristolfo de Olinda Prado

Uma outra revelação: o vento continua soprando a resposta, mas até os moinhos estão surdos.

*

::Utopias Vazias (e Viva a Ilha de Autonomia)::
Sir Thomas More era um sacerdote católico da Inglaterra pré-capitalista. Atribui-se a ele a cunhagem da expressão Utopia, para caracterizar uma comunidade isolada perfeita, virtualmente acabada. Em utopia a história havia chegado ao fim: o Estado ideal, a sociedade justa sem lutas internas. Do grego: ou significa não, topos significa lugar. Utopia traduz-se, literalmente, em lugar nenhum. É onde a sociedade de harmonia estática, perfeição plena, inaperfeiçoável pode estar: em lugar nenhum. A concepção da utopia se dá nas crises, é uma fuga espiritual ao exemplo da droga e da religião institucional. O fenômeno utópico surge da conturbação social e caracteriza-se por uma base conceitual que implica na crítica adjacente da sociedade real. Provoca ou almeja uma postura subversiva capaz de abalar a ordem das coisas que prevaleça no momento, mas não carrega em si qualquer substância. Como uma idealização simplista e subjetiva de um ideal abstrato e formulado apenas no antagonismo ao sistema dominante, a utopia é um constructo deliberadamente formulado, e sem qualquer base sólida, fadado ao fracasso do irrealizável e do insustentável, um mero escape literário.
Continua...

O CAOS NUNCA MORREU

-Duval, preendo-o em nome da lei.
-E eu suprimo-te em nome da liberdade.


Baby, baby
Eu sei que é assim
...
Você precisa tomar um sorvete
Na lanchonete, andar com a gente
Me ver de perto
Ouvir aquela canção dos Ramones

"Porque toda a pessoa que, procurando por sua própria interioridade, descobre o que estava misteriosamente escondido dentro de si, é uma sombra eclipsando qualquer forma de sociedade que possa existir sob o sol!
Todas as sociedades tremem a desdenhosa aristrocracia dos vagabundos, dos inacessíveis, dos únicos, dos que governam sobre o ideal, e dos conquistadores do nada, avança resolutamente.
O céu em pressentimento já torna-se escuro e silencioso!"
Renzo Novatore

Mary, você é mais fofa que um filhote de urso-panda! =D

"Todo o Poder à Imaginação"

Mutantes R0X:

PANIS ET CIRCENSES
Eu quis cantar
Minha canção iluminada de sol
Soltei os panos sobre os mastros no ar
Soltei os tigres e os leões nos quintais
Mas as pessoas na sala de jantar
São ocupadas em nascer e morrer
Mandei fazer de puro aço luminoso um punhal
Para matar o meu amor e matei
As cinco horas na avenida central
Mas pessoas da sala de jantar
São ocupadas em nascer e morrer
Mandei plantar
Folhas de sonho no jardim do solar
As folhas sabem procurar pelo sol
E as raízes procurar, procurar
Mas as pessoas na sala de jantar
Essas pessoas na sala de jantar
São as pessoas da sala de jantar
Mas as pessoas na sala de jantar
São ocupadas em nascer e morrer
Essas pessoas na sala de jantar
Essas pessoas na sala de jantar
Essas pessoas na sala de jantar
Essas pessoas......


O que se diz quando não há nada a se dizer? O problema de falar é que é tudo não passa de falatório. Se eu soubesse que era tão chato eu teria pulado e aprendido a ler primeiro. Ou a amar logo de uma vez, que é menos entendiante e um pouco mais suportável. Mas não dá pra fazer arte sem dizer que a beleza de tudo é que nada é real, mas eu me sinto vivo mesmo assim, e que eu te amo sem nem saber que raios significa isso. E que por isso, ou apesar disso, tudo está bem, e as flores não estão com medo de mostrar os rostos. Só há mais um segredo, e a noite ainda o guarda, temerosa que o dia chegue. Não há o que fazer quando tudo aconteceu, mas ainda se pode acontecer quando tudo está feito.
Com carinho,
para a Lua... e para os yogurtes
com a certeza de que nos encontraremos no infinito.... e quem sabe até antes, ou antes e depois... porque acabou a época em que a vida era formada de tempos mortos. Isso eu lhe prometo!



Postado por Vic em 01:53

quinta-feira, agosto 22, 2002
=/
Vocês, caros leitores (hahahahahaha), com certeza já tiveram - talvez, como eu, várias vezes - momentos em que simplesmente, do nada, ficam tristes e depressivos, por razão qualquer, mínima que for, acabando com as suas relações sociais pelo resto do dia.
Pois bem, hoje isso aconteceu como nunca antes comigo. Não houve uma razão mínima que fosse (não consciente). A minha cabeça ficou cheia de pensamentos, mas tão cheia que eu não conseguia pensar nenhum. Só conseguia ficar pensando em músicas, músicas, músicas, músicas, músicas, músicas... e mais músicas. Calado, com alguns comentários vagos, olhar perdido, acabei perdendo a discussão entre Érika, Adriano e cia. Discussão da qual queria ter participado.

MALDITAS BATATAS! AMALDIÇO-AS!

Mas amanhã, finalmente, o Thalles me entregará o cd do Puddle of Mudd! Como diria um certo Hugo:
UEBA!

Que fique bem claro que, assim como o amigo VicGodine fez, essa é apenas um ligeiro resumo enxuto reduzido e improvisado do MEU PuNx!. O PuNx! não é nada disso, ao mesmo tempo que também é, até principalmente, tudo isso. - a velha discussão filosófica do PuNx! que eu tanto adoro -

MINHA DECLARAÇÃO PUNXISTA
Não sejamos de direita ou de esquerda, Big Brother ou Casa dos Artistas, preto ou branco, doce ou salgado, triste ou feliz, amor ou ódio, dia ou noite, liberdade ou prisão, Bin Laden ou Bush, nacional-desenvolvimentismo ou neoliberalismo, Gugu ou Faustão, religião ou ateísmo, sim ou não. Sejamos apenas oposição, sejamos eternamente do contra.
Queiramos louvar a dúvida. Queiramos questionar as perguntas que não têm respostas e, principalmente, as que já têm.
Não queiramos alcançar a verdade, mas busquemos as verdades, desvendando todas as mentiras, se é que existe alguma.
Queiramos sempre ser neutros por sermos parciais de todas as partes. Queiramos ser o advogado e o promotor da causa.
Queiramos acabar com tudo para que tudo possa existir.
Sejamos o conflito que representa a paz.
Não sejamos anarquistas, comunistas, capitalistas, nazistas, niilistas etc. Não nos conformemos com a tristeza ou com a felicidade. Nossa meta deve ser o caminho, não o destino. Sejamos apenas eternos revolucionários.
Sejamos Livres!
Sejamos um só incompleto, diferente de si mesmo!
Sejamos nós mesmos em tese, antítese e síntese!
Sejamos PuNx!

Pedro Lucas

(acho que ainda vou usar esse texto no próprio PuNx! pi)

E preparem-se, pois o MMPN vem vindo aí, talvez dentro do saco (vermelho) do Papai Noel.
Postado por Pedro Lucas em 21:55

quarta-feira, agosto 21, 2002
Im Anfang war die Tat

Nothing to do no where to go... Wanna be sedated...

É incrível como eu me sinto muito mais entediado quando eu tenho coisas para fazer. Quando eu não tenho nada a fazer há sempre a opção de não fazer nada... e ainda assim é só uma opção.
Hoje eu tô mal, não vai ter texto...

Eu tento eu tentooo... mas o telefone não colabora =( morra murphy

::Algumas Palavras em Defesa da Revolução::

Hoje eu vou dar uma de teórico marxista-leninista convencional, chato, e, até certo ponto, antiquado. No entanto a crítica permanece atual, relevante e contudente. Em poucas palavras: o sistema do capital (acredito que seja um anacronismo falar de capitalismo) é errado porque a sua propriedade se baseia no roubo, porque fundamenta-se na apropriação privada dos lucros e na socialização dos prejuízos, porque a riqueza concentra-se nas mãos de quem explora e especula e não nas mãos de quem a produz. A contradição entre a produção social e apropiação capitalista reveste a forma de antagonismo entre o proletariado e a burguesia. Convém então que o modo de produção rebele-se contra o modo de distruibuição.

*
Não conheço nenhum depositário seguro dos poderes últimos da sociedade a não ser as próprias pessoas, e se pensarmos que elas não são suficientemente esclarecidas para exercer esse controle com um juízo moral, a solução não é tirá-los delas, mas formar seu juízo.
Thomas Jefferson, nos mostrando que os liberais de antes eram menos filhos da puta do que a esquerda de hoje

Todas as formas que destroem outras se substituem,
(nós, um após outro, aspiramos o sopro vital e morremos)
Como bolhas no oceano elas singram,
Elas crescem, elas se rompem, e ao oceano retornam.

Alexander Pope

"Os erros, como palha, flutuam na superfície;
Quem procura pérolas deve ir ao fundo."
John Dryden

E assim, observam os naturalistas que uma pulga
Tem pulgas menores, que dela se alimentam;
E estar as têm ainda menores, que as picam,
E assim continua ad infinitum
Jonathan Swift

Queimem seus livros de biologia!! Se vocês não forem seguir na área, não iram precisar de nada do que está escrito lá. Se seguirem, descobriram que está tudo errado.
Pra falar a verdade, não é realmente necessário sequer ir ao colégio. Tudo o que eles podem lhe ensinar é a saber procurar, mas isso vocês podem aprender sozinhos.

Antiquais saeculi juventus mundi

*

Nossa dúvidas são traidoras,
E fazem-nos perder o bem que muitas vezes podemos obter,
Por medo de tentar.
William Shakespeare, revelando-se o senhor do óbvio

"Prezado sr. Bukowski:
O senhor disse que começou a escrever aos 35. o que é que o senhor ficou fazendo antes disso?
E. R.

"Prezado E.R.:
Não escrevendo."

Forquilha de Hume: Ou nossas ações são determinadas, e nesse caso não somos responsáveis por elas, ou são resultado de acontecimentos aleatórios, e nesse caso não somos responsáveis por elas.
*
O ovo é predestinado pela natureza para este fim
E é uma galinha em potencial
Ben Jonson, The Alchemist

::O ovo ou a galinha::
- Nenhum dos dois... Pois o tempo não existe... Ninguém veio antes de nada... E a distância também não existência... Vai ver nem a galinha... nem o ovo...

...
Melhor sorte na próxima encarnação!

...
morra...
(A série "O ovo ou a galinha" é dedicado à mariana... subversiva cyber-punk)
Continua

Ventos da meia-noite estão concedendo empréstimos no Fim dos Tempos

Postado por Vic em 23:17

Powered by Blogger

Template desenvolvido por Blog Templates

Arquivo